Recursos Minerais

Introdução

A Academia Brasileira de Ciências (ABC) tem, de longa data, se preocupado com os gargalos e desafios da política e da pesquisa relacionadas à exploração mineral no Brasil. Tal preocupação tem relação com sua própria gênese, por ter sido fundada por um grupo de engenheiros, dentre outros cientistas, com interesses voltados para minerais e rochas de uso industrial. Ilustrativo desta relação é o fato de que Eusébio Paulo de Oliveira, diretor do Serviço Geológico e Mineralógico do Brasil, veio a ser o quarto presidente da ABC, no período de 1931-1933.

Compreendendo que a exploração dos recursos minerais requer a utilização maciça do conhecimento científico que se tem do subsolo e da gênese dos depósitos minerais, e procurando desenhar cenários sobre a futura demanda de recursos minerais, inclusive os energéticos, a ABC decidiu instituir, no ano de 2011, um Grupo de Estudos sobre Recursos Minerais. Este grupo tem como objetivo congregar alguns dos principais pesquisadores brasileiros da área das Ciências da Terra para estabelecer a visão da ABC sobre estratégias de utilização da ciência para a promoção do uso sustentável dos recursos minerais em nosso país. Tais estratégias são determinantes para que o Brasil possa explorar sua potencialidade mineral, de forma eficiente e sustentável, em benefício da sociedade brasileira e em prol de uma inserção mais competitiva do país na economia global.

webTexto é um sistema online da Calepino