IV Reunião do Conselho Científico Brasil-Índia

Realizada em Nova Delhi, na Índia, no dia15/9, a quarta reunião do Conselho Científico Brasil-Índia fortaleceu a qualidade do diálogo científico entre Brasil e Índia, estimulado não apenas pelas semelhanças em áreas de interesse e no nível de desenvolvimento das ciências, mas também pela rede de contatos pessoais entre acadêmicos de ambos os países.

Esta foi a avaliação do presidente da ABC, Jacob Palis, que chefiou a delegação brasileira, integrada pelo chefe do Escritório de Cooperação Internacional da ABC, Paulo de Góes Filho, pelos Acadêmicos Eloi de Souza Garcia e Virgilio Augusto Fernandes Almeida, além do chefe do Setor de Ciência e Tecnologia da Embaixada do Brasil em Nova Délhi, Gustavo Nogueira.

A delegação indiana foi chefiada pelo membro estrangeiro da ABC Chintamani N.R. Rao, ex-presidente do Centro Jawaharlal Nehru para Pesquisa Científica Avançada (JNCASR) e ex-diretor do Instituto Indiano de Ciências (IISc), em Bangalore, que hoje atua como principal assessor do primeiro ministro Manmohan Singh em temas de C&T. Além de representantes do Departamento de Ciência e Tecnologia (DST), integraram a delegação o Prof. M.R.S. Rao, atual presidente do JNCASR, o Prof. Sushanta Dattagupta, diretor do Instituto Indiano de Educação e Pesquisa Científica (IISER , em Calcutá), e o Dr. S. Sivaram, diretor do Laboratório Nacional de Química (NCL, em Pune). Estiveram presentes, ainda, representantes de outras instituições científicas de renome no país.

Após breves palavras introdutórias dos co-presidentes Palis e Rao, foram mencionados os avanços registrados após a última reunião do Conselho, em 31 de maio de 2007, no Rio de Janeiro. Desde então, cinco workshops conjuntos foram realizados - dois na Índia (Materiais Moleculares e Doenças Infecciosas) e três no Brasil (Física da Matéria Condensada, Técnicas Computacionais e Matemática). Além destes, está previsto para o início de novembro, no Brasil, um workshop na área de Ciências Biomédicas.

A primeira chamada conjunta para projetos (DST/CNPq) foi lançada em outubro de 2007 e teve acolhida muito positiva da comunidade científica, resultando na decisão de apoio a 19 projetos. A delegação brasileira informou que o país deverá destinar, nos próximos três anos, US$ 800 mil para projetos conjuntos na área de saúde (malária, HIV/Aids e tuberculose), e a parte indiana comprometeu-se a contribuir com aporte equivalente. Além da área de doenças infecciosas, também estão sendo examinadas propostas nas áreas de Computação, Química, Nanociências e Oceanografia, esta com ênfase nas mudanças climáticas. Também foi discutida a possibilidade de estimular a pesquisa conjunta na área de biocombustíveis.

A próxima reunião do Conselho deverá ocorrer entre setembro e outubro do próximo ano, no Rio de Janeiro. Cogitou-se a realização, na ocasião, de workshop na área de Química ou de Nanomateriais. Foi decidida ainda uma nova chamada conjunta para projetos, que deverá ocorrer até o fim de 2008.

O presidente da ABC ressaltou que a simpatia da Índia pelo Brasil facilita o diálogo, e que a criação do Conselho Científico, em 2005, deu ânimo renovado à cooperação bilateral em termos de C&T. Para ele, o respaldo dos membros do Conselho às iniciativas em curso resultam em projetos maduros, com o envolvimento de grupos de pesquisadores de excelente nível.

Com relação ao financiamento dos projetos conjuntos, Palis afirmou que o MCT tem reagido positivamente ao interesse demonstrado pela Índia. Após a aprovação da primeira proposta de aporte financeiro para co-patrocínio de projetos, ficou patente a qualidade dos projetos sob análise e o elevado interesse demonstrado pela comunidade científica de ambos os países. Com isso, a possibilidade de duplicar, ou mesmo triplicar o volume de recursos já foi aventada.

O presidente da ABC afirmou contar com o apoio do Ministro Sérgio Rezendepara ampliar o aporte de recursos à cooperação científica com a Índia e ressaltou que o nível de entendimento alcançado com este país se destaca entre as demais iniciativas de cooperação internacional da Academia Brasileira de Ciência

Acordo de Cooperação Brasil-Índia em C&T




webTexto é um sistema online da Calepino