Ciência Gera Conhecimento - [ Conheça ]


Discurso em nome dos novos Membros, por Susana de Torresi

Exmo. Sr. Governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão,
Exmo. Sr. Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Clélio Campolina Diniz
Exmo Sr. Ministro de Estado da Educação, Prof. José Henrique Paim,
Exmo. Sr Secretário de Ciência e Tecnologia da Marinha do Brasil, Almirante-de-Esquadra Sergio Roberto Fernandes dos Santos,
Ilmo. Sr. Presidente do CNPq, Glaucius Oliva , através do qual cumprimento os demais dirigentes das outras agências de fomento aqui presentes,
Ilmo. Sr. Presidente da Academia Brasileira de Ciências, Jacob Palis Junior , através do qual cumprimento todos os acadêmicos presentes
Ilma. Sra. Presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Helena Nader , através da qual cumprimento os demais membros da mesa,
Familiares, colegas, amigos, alunos, senhores e senhoras:

Foi com grande surpresa que recebi o convite do Dr. Jacob Palis para proferir este discurso de posse representando aos novos Acadêmicos. À alegria inicial por tamanha honra seguiu uma sensação de pânico e preocupação pela enorme responsabilidade de representá-los nessa oportunidade. Na minha condição de mulher e estrangeira, atuando há mais de 20 anos no Brasil, sinto-me duplamente reconhecida e agradecida à comunidade científica deste país grande e generoso.

Somos neste ano não mais do que 23 pesquisadores selecionados de todas as áreas do conhecimento representadas na Academia, uma enorme distinção considerando a pequena parcela que este número significa na população de cientistas no Brasil. É por isso que hoje é um dia de gloria para todos nós e um profundo sentimento de realização deve nos embargar. Se hoje estamos aqui, é porque a nossa dedicação à Ciência foi reconhecida pelos nossos pares, que neste caso é a elite científica brasileira, como sendo de relevância dentro da área de atuação de cada um nós.

Devemos estar cientes de que este reconhecimento implica também em obrigações, já que os que nos elegeram acreditam que estamos prontos para abraçar um compromisso maior, contribuindo para o desenvolvimento científico, tecnológico e social do país.

De que maneira podemos fazer isto ? De que forma, nós novos acadêmicos, podemos colaborar de forma efetiva para o desenvolvimento do país? Sendo a grande maioria do meio acadêmico, temos o enorme privilégio de estar sempre em contato com as novas gerações de cientistas. Não podemos esquecer, nem devemos, que a nossa conduta é sempre observada e muitas vezes seguida pelos nossos alunos. O nosso dia a dia acadêmico é cheio de grandes desafios e cobranças e muitos acham que, para cumpri-los, basta chegar a metas exclusivamente numéricas cada vez maiores. Isto leva a lamentáveis acontecimentos de oportunismo científico, falta de rigorosidade, à crença de que a publicação é a finalidade e não a consequência do trabalho bem feito e de relevância, assim como que todo dado deve ser publicado e rapidamente, independentemente do veículo, do contexto e da relevância.

É a nossa obrigação repudiar enfaticamente estas práticas que se disseminam de forma viral entre os nossos jovens. Trabalhos assim podem ser publicados, mas dificilmente serão citados nem sequer lidos. O Brasil, como colocado brilhantemente pelo Dr. Gonçalo Pereira durante esta Reunião Magna, já ocupa um posto de destaque na quantidade de publicações científicas em nível mundial; entretanto, o destaque destas continua sendo muito baixo. Portanto, devemos continuar trabalhando para que a qualidade e o impacto da nossa Ciência cresça no mesmo ritmo que a sua quantidade. É uma quebra de paradigma que implica sermos muito vigilantes frente a certas práticas que impedem, por sobre todas as coisas, a ousadia científica latente em nossos jovens mais brilhantes.

Gostaria de finalizar agradecendo a todos aqueles com os quais devemos dividir a alegria desta conquista. Em primeiro lugar nossas famílias, pais, mães, irmãos, avós, pela oportunidade e cuidados para que tivéssemos a melhor educação possível ao nosso alcance. Esposos, esposas, filhos, que nos incentivaram, que nos entenderam, aceitaram as nossas ausências e nos apoiaram cada vez que nos quebramos e se alegraram por cada uma de nossas conquistas. Aos nossos professores e orientadores, pelas discussões e a formação científica. Aos nossos alunos, com os quais aprendemos todos os dias e nos impõem uma continua reciclagem. Aos colegas, colaboradores, técnicos, administrativos, cujo trabalho permite o nosso desenvolvimento científico num ambiente que permite fazer pesquisa científica de qualidade. Às agências de fomento, pelo apoio fundamental e constante e à Marinha do Brasil, por nos receber esta noite. Muito obrigado a todos vocês em nome dos meus colegas acadêmicos recém empossados.

Concluo o meu discurso chamando-os a trabalhar, juntamente com a Academia Brasileira da Ciências, para levar adiante o compromisso de contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico, e o bem social do Brasil. No meu caso pessoal, um país que me deu muito mais do que, acredito, consegui dar a ele.

Senhoras e senhores, comunico que estamos a postos para assumir o compromisso que este galardão nos impõe e a trabalhar para fazer um Brasil melhor. Muito obrigada!



Apoio Institucional


webTexto é um sistema online da Calepino